Travis Kling: Bitcoin (BTC) e criptomoedas serão bem sucedidas

Travis Kling bitcoin
Travis Kling (agora) acredita no Bitcoin

No meio da alta de 2017, Travis Kling, gerente de portfólio na Point72 Asset Management, foi um crítico conhecido do Bitcoin. Agora, no mercado de baixa de 2018, Kling mudou de opinião. Ele vê potencial de longo prazo para as criptomoedas e a tecnologia blockchain

O novo otimista?

Nos últimos meses, a TD Ameritrade começou a entrar no mercado de criptomoedas, unindo-se pela primeira vez à ErisX, uma plataforma de criptomoedas concorrente da Bakkt. Na segunda-feira à tarde, o moderador Oliver Renick falou com Kling. Kling vai gerir o recém-lançado fundo de hedge de criptomoedas, Ikigai.

O moderador falou com Kling sobre o fundo de hedge. Kling explicou suas duas estratégias principais de investimento: a aquisição de capital próprio ou tokens para um projeto de criptomoedas, ou uma estratégia “long/short”.

Acima de tudo, o moderador queria saber mais sobre a estratégia “long/short”. Kling, diretor de investimentos (CIO) dos seus fundos, explicou que Ikigai emite posições short e que alcançou bons ganhos de essas apostas no passado. Por outro lado, ele ainda está “incrivelmente confiante” de que as criptomoedas vão crescer.

O CIO observou que é quase impossível determinar como a indústria se vai desenvolver. Mesmo assim, ele deu uma previsão:

“Há uma chance de que o Bitcoin possa se tornar o próximo ALTAVISTA (um motor de busca com muito sucesso inicial mas que já não existe), e o ETHEREUM o Ask Jeeves (um site pergunta/resposta que já não existe ). O espaço de criptomoedas ainda não nos deu o nossa GOOGLE, NOSSo FACEBOOK, NOSSA AMAZon, NOSSO NETFLIX ou uber.”

Bitcoin ainda tem um longo caminho pela frente

Além disso, Kling apontou que também há uma chance de que o Bitcoin irá corresponder às expectativas. Isso por ser uma camada de processamento de transações que é segura, descentralizada, imutável, sem censura e eficiente. Ao mesmo tempo, representa o ouro digital.

Oliver Renick perguntou seu convidado por que ele acredita que o Bitcoin ainda tem o potencial para se tornar reconhecido em todo o mundo, mesmo se ele estiver “inflacionado” e não amplamente aceite.

Kling respondeu, dizendo que a indústria de criptomoedas ainda é jovem. Segundo ele, o Bitcoin recebeu muita atenção apenas nos últimos 18 a 24 meses. Os investidores grandes entraram no mercado apenas recentemente. Dessa forma, Kling acredita que a aceitação mundial do Bitcoin ainda vai acontecer.