Tailândia quer usar blockchain para propriedade intelectual e comércio

Tailândia quer usar blockchain na exportação de arroz orgânico

A Tailândia está estudando o uso da tecnologia blockchain para diversas áreas. Desse modo, através de dois estudos o país espera analisar a viabilidade do blockchain para o registro de propriedade intelectual e parte do comércio na Tailândia.

O uso da tecnologia blockchain em larga escala está criando um mercado bilionário em volta desta tecnologia. Com um sistema de dados descentralizado, a tecnologia blockchain pode trazer melhorias para diversos tipos de negócios, produtos e ou serviços. Sendo assim, muitos países estão apostando no blockchain para melhorar serviços já existentes, como na indústria de frutos do mar, por exemplo.

Tecnologia blockchain poderá significar redução de custo para o governo tailandês

O Ministério do Comércio da Tailândia é quem está por trás dos estudos envolvendo a tecnologia blockchain. De acordo com o Bangkok Post, o projeto deverá ser concluído já 2019. A tecnologia blockchain poderá trazer mais transparência ao comércio do país, segundo Pimchanok Vonkorpon.

Vonkorpon é diretor do escritório de políticas e estratégias comerciais da Tailândia e está envolvido no projeto. Além disso, o diretor acredita que o blockchain pode encurtar diversos processos, que demandam menos tempo utilizando essa tecnologia. Para Vonkorpon, fazer negócios através da tecnologia blockchain também significa reduzir custos, o que deve ser algo benéfico para o governo tailandês.

País deverá utilizar tecnologia até na exportação de arroz orgânico

Até mesmo a propriedade intelectual poderá ser comercializada através da tecnologia blockchain. Em um dos estudos organizado pela Tailândia, essa modalidade está sendo testada incorporada no em um sistema descentralizado de dados via blockchain. Sendo assim, contratos inteligentes deverão garantir a validação desses dados testados pela Tailândia.

A Tailândia pode ser considerada um país pró-criptomoedas. Além de ter legislações voltadas para o mercado cripto, o país aposta na tecnologia que dá vida as criptomoedas, o blockchain. Esse reconhecimento faz com que até mesmo a exportação de arroz orgânico do país seja modificada com a tecnologia blockchain. Atualmente demora de 15 a 20 dias para que uma carga seja exportada, por exemplo. Sendo assim, o país demonstra grande interesse em incorporar essa tecnologia em benefício a diversos serviços existentes na Tailândia.