Stablecoins podem acabar com a descentralização do mercado?

Stablecoins oferecem riscos ao mercado de criptomoedas

O mercado de criptomoedas pode sofrer uma centralização com a explosão de stablecoins. Com esses tokens equiparados ao dólar norte-americano e outras moedas fiduciárias, as criptomoedas perdem o sentido de descentralização no mercado. Além disso, esse tipo de token poderá representar grande parte dos investimentos em ativos digitais futuramente, equiparando o mercado de criptomoeda ao sistema financeiro tradicional.

Muitos acreditam que os stablecoins podem oferecer riscos a descentralização das criptomoedas. Stablecoins são tokens especiais que equivalem ao dólar norte-americano. Ou seja, cada vez que um stablecoin é emitido, a mesma quantia em dólar é reservada, na maioria dos casos. Sendo assim, esse tipo de criptomoeda é muito procurado por investidores que desejam aplicar no mercado criptográfico em busca de maior estabilidade nos preços.

Comércio de stablecoins pode oferecer riscos a todo o mercado de criptomoedas

Essa busca por stablecoins pode colocar a descentralização do mercado de criptomoedas em risco. A crescente onda de tokens stablecoins sendo lançados no mercado pode significar um aumento da comercialização deste tipo de criptomoeda. Até então o mercado era dominado pelo Tether (USDT), mas outros stablecoins já surgem em vários mercados oferecendo concorrência direta a esse ativo.

Até mesmo as maiores exchanges estão adotando mais stablecoins em suas plataformas. A Huobi, por exemplo, anunciou recentemente a comercialização com quatro novos stablecoins na exchange. Além disso, investimentos corporativos procuram stablecoins como forma de envio e remessa de fundos comercializados entre empresas. E a crescente procura por esse tipo de criptomoeda pode fazer o comércio de stablecoins crescer a ponto de ameaçar a descentralização de todo o mercado de criptomoedas.

Stablecoins podem ser manipulados

O caso do Tether (USDT) demonstra o potencial que os stablecoins podem oferecer ao mercado. Diversas vezes a criptomoeda foi acusada de inflacionar o mercado, sobretudo o preço do Bitcoin (BTC). O Tether (USDT) foi acusado de emitir milhões de unidades da criptomoeda em alguns momentos que o Bitcoin (BTC) estava em queda no mercado. Sendo assim, a emissão de Tether (USDT) impulsionou o Bitcoin (BTC) e o mercado de criptomoedas, em uma valorização manipulada pelo ativo digital, segundo acusações.