Novo ataque de mineração usa Windows para instalar vírus em PC

Malware usa Windows para minerar criptomoedas

Um novo ataque envolvendo a mineração de criptomoedas foi descoberto. Nesse caso, arquivos relacionados ao Windows eram utilizados por hackers maliciosos em busca de minerar criptomoedas na nuvem. Sem que os usuários soubessem o vírus atacava computadores comprometendo o desempenho dos equipamentos.

Ataques envolvendo mineração de criptomoedas são mais comuns que a maioria das pessoas imaginam. No Brasil, por exemplo, mais de 200 mil roteadores são utilizados para minerar criptomoedas maliciosamente sem que os usuários percebam. Dessa forma, o ataque utiliza equipamentos de terceiros sem que eles saibam que seus computadores estão comprometidos.

Trend Micro descobriu malware que usa pastas do Windows

Um novo ataque foi descoberto recentemente pela Trend Micro. A empresa descobriu que malwares estavam utilizando arquivos verdadeiros do Windows para infectar computadores em busca de minerar criptomoedas. Sendo assim, os usuários nem desconfiam do arquivo, já que eram pastas endereçadas ao sistema operacional Windows.

O programa descoberto pela Trend Micro conseguia mascarar seu malware como pastas legítimas do Windows. Isso fez com que muitos usuários instalassem o vírus de mineração sem que soubessem das reais intenções do programa. Sendo assim, muitos equipamentos podem ter ficado comprometidos com o seu desempenho reduzido para ser utilizado na mineração na nuvem gerenciada pelo malware.

Malware é capaz de se autodestruir assim que é descoberto no computador

Cada vez mais os hackres se especializam em criar programas e vírus indetectáveis. Além disso, a linguagem programacional difícil pode fazer com que malwares não sejam descobertos pelos usuários tão facilmente. Sendo assim, no caso do malware instalado por pastas Windows, o alfabeto cirílico dificulta ainda mais o processo de descoberta do vírus.

E o programa parece ser muito mais sofisticado que os demais. Segundo os pesquisadores que encontraram o malware, o vírus possui a capacidade de autodestruição. Sendo assim, o arquivo consegue se autodestruir após ser descoberto em computadores. Isso acontece antes mesmo que consigam rastreá-lo para descobrir quem é o responsável pela invasão.