Kim Dotcom: pagamento justo para os criadores de conteúdo

Kim Dotcom

A criptomoeda Kim Dotcom busca oferecer soluções e recompensas para criadores de conteúdo na internet. Dessa forma, o token permitirá o pagamento direto para quem produz conteúdos na internet, sem utilizar terceiros para isso.

O consumo de conteúdos on-line é bem expressivo e representa um enorme mercado mundial que movimenta bilhões de dólares anualmente. Somente nos Estados Unidos, por exemplo, cada adulto chega a passar 5,6 horas por dia consumindo conteúdos para a internet. Isso revela a importância de criar mecanismos mais eficientes que os modelos utilizados no mercado atualmente. Pensando nisso, o Kim Dotcom visa pagar de forma mais justa os criadores de conteúdo através de sua plataforma.

Um mercado que perdeu US $ 42 bilhões em propagandas on-line em apenas um ano

No caso do Kim Dotcom, o universo de produção de conteúdos para web deverá ser explorado pela empresa. A monetização de conteúdos acontece por diversas plataformas que oferecem anúncios terceirizados. Nem sempre a contabilidade desses acessos, bem como o pagamento por eles, possui credibilidade nos sistemas atuais segundo uma pesquisa da Adobe.

A gigante tecnológica previu que, as perdas referentes a publicidade na internet seriam enormes. Somente em 2016 estima-se que US $ 42 bilhões foram perdidos por diversos motivos, entre eles o bloqueio dos próprios usuários contra sistemas de publicidade on-line, como o Google Adsense, por exemplo. É pensando em tornar esse meio de pagamento mais eficiente que a Kim Dotcom chega ao mercado de ativos digitais.

Um arquivo criptografado que só pode ser liberado depois do pagamento

Segundo informações do Whitepaper da empresa, os consumidores de conteúdos web também deverão pagar pelo consumo de informação. Para que isso aconteça, os usuários deverão fazer o pagamento através do site institucional da Kim Dotcom.

O arquivo ficará criptografado até que o pagamento pelo conteúdo seja realizado pelo consumidor. Desse modo, ninguém terá acesso aos conteúdos antes mesmo de pagar por eles. Os arquivos deverão passar por uma descriptografia, eliminando assim a utilização de intermediários em um processo que pode significar perdas para ambos os lados.

Conclusão

Apostar em oferecer uma criptomoeda como veículo de transação é a escolha de diversos projetos presentes no mercado de ativos digitais atualmente. Oferecendo soluções diversas com funcionalidades específicas, algumas criptomoedas como o Kim Dotcom espera trabalhar diretamente com um público-alvo, garantindo assim maior controle sobre seu projeto.

A criptomoeda ainda não foi lançada no mercado oficialmente, bem como a sua oferta inicial de moeda (ICO). Contudo, resta saber se o Kim Dotcom encontrará usuários suficientes para manter a sua plataforma em plena utilização. Caso isso aconteça, a criptomoeda poderá “abocanhar” parte do mercado publicitário on-line, atualmente controlado por gigantes da internet como o Google.