Já é possível comprar na Calvin Klein em SP e pagar com Bitcoins

Compre na Calvin Klein e pague com Bitcoin

Uma iniciativa da FoxBit permitirá que investidores utilizem seus Bitcoins (BTC) em compras na Calvin Klein. Dessa forma, os usuários poderão utilizar seu saldo em criptomoedas para fazer compras nas quatro lojas que a empresa possui em São Paulo – SP. Sendo assim, a medida busca popularizar as criptomoedas no Brasil através da iniciativa da FoxBit.

A FoxBit é uma das maiores corretoras de criptomoedas no país e aposta na expansão de seus negócios. Dessa forma, a empresa também oferece parcerias e soluções para empresas como as lojas Calvin Klein.

Nessas lojas já é possível comprar com Bitcoin (BTC) qualquer produto. Porém, o sistema de pagamento em criptomoedas ainda está disponível apenas para as lojas localizadas em São Paulo – SP.

Negócio poderá ser expandido para outras redes em breve

As criptomoedas ainda não são tão conhecidas no Brasil como acontece em outros países, como a Coreia do Sul, por exemplo. Embora no Brasil poucos conheçam as criptomoedas, o mercado de ativos digitais está crescendo no país. A FoxBit decidiu apostar na popularização dos pagamentos envolvendo criptomoedas.

Em parceria com a Cloudwalk, a FoxBit desenvolveu uma forma dos consumidores pagarem por produtos e serviços através do Bitcoin (BTC). Sendo assim, os usuários não precisarão trocar suas criptomoedas para utilizarem seus saldos em lojas e comércios.

Após as lojas da Calvin Klein, o projeto poderá ser expandido para outras empresas, popularizando ainda mais o Bitcoin (BTC) no Brasil.

Lojas recebem em reais e clientes pagam em Bitcoins (BTC)

A FoxBit será a responsável por realizar a conversão em tempo real de Bitcoins (BTC) para o real brasileiro. Sendo assim, as lojas Calvin Klein receberão diretamente em real brasileiro, enquanto o cliente paga em criptomoedas. Isso permite mais facilidade para os negócios que não desejam armazenar criptomoedas, mas querem oferecer ativos digitais como forma de pagamento.

Além do Brasil, outros países apostam em negócios voltados para pagamentos em criptomoedas. Na Colômbia, por exemplo, já são mais de mil estabelecimentos que aceitam criptomoedas como forma de pagamento. Sendo assim, o comércio local poderá ser aquecido com a nova forma de pagamento, já que a Colômbia recebe um fluxo constante de turistas na época do verão.