Exército brasileiro poderá usar roupas com tecnologia blockchain

Exército brasileiro terá roupas especiais

Três Wereables foram selecionados pelas forças armadas no Brasil

O exércitono Brasil poderá adotar a utilização de roupas especiais que foram criadas através da tecnologia blockchain. As roupas estão sendo desenvolvidas para agência de inteligência do exército brasileiro.

Chamadas de wearables, essas roupas possuem uma tecnologia integrada que permite com que os trajes tenham diversas funcionalidades, bem diferente das demais roupas utilizadas em combate atualmente.

A tecnologia blockchain pode ser utilizada para uma infinidade de coisas. Desde a compra de viagens no Brasil à indústria armamentista, essa tecnologia pode reestruturar diversos tipos de negócios.

Além disso, produtos e serviços que utilizam o blockchain podem ser completamente modificados com essa tecnologia revolucionária. Tanto é que até mesmo o exército brasileiro poderá incorporar o blockchain em vestimentas especiais, que deverão compor a parte de inteligência da Defesa Nacional no Brasil.

Três trajes foram selecionados pelo exército brasileiro

A tecnologia blockchain faz parte do que conhecemos como a quarta revolução industrial. Além dessa tecnologia, fazem parte deste conceito a impressão 3D, a internet das coisas e a inteligência artificial.  A internet das coisas poderá integrar a vestimenta do exército brasileiro através da tecnologia blockchain.

Sendo assim, esses trajes poderão funcionar através de um sistema completamente integrado. Isso significa que até mesmo novas funcionalidades, jamais vistas, poderão ser apresentadas nesses novos trajes tecnológicos.

Os trajes vencedores foram anunciados pela Agência Brasileira de Desenvolvimento industrial (ABDI) nesta quinta-feira (27). Foram selecionados três protótipos que serão analisados pelo exército, após a divulgação do resultado do edital e deverão compor um único trabalho.

Um dos trajes conta com painéis solares espalhados por toda a roupa. Além disso. esse traje possui baterias de longa duração que são carregadas através dos painéis solares acoplados a vestimenta.

Roupas especiais contam até com painel solar

Ainda neste primeiro traje, o desenvolvedor criou um sistema centralizado de comunicação direta com a roupa. O traje é capaz também de identificar gases tóxicos presentes na atmosfera. Isso significa que a roupa poderá ser utilizada em locais insalubres que apresentam riscos à saúde de agentes da segurança pública.

Além disso, até mesmo o monitoramento da saúde do usuário poderá ser conferido em tempo real pelo utilizador deste traje.

Já a segunda vestimenta apresentada, e que foi selecionada pelo exército brasileiro, possui outros tipos de funcionalidades. Nesse segundo traje, a roupa poderá se adaptar de acordo com o clima externo. Sendo assim, o utilizador desta vestimenta poderá contar com controle de temperatura que poderá proporcionar maior conforto aos militares.

O terceiro traje parece ser o mais completo. Essa roupa conta com painéis solares com proteção contra raios ultravioletas e até mesmo um tecido especial que impede a proliferação de micróbios. Além disso, esse tecido especial possui resistência contra a água e óleos.

Os três projetos selecionados receberam, respectivamente, os prêmios de R$ 50 mil, R$ 40 mil e R$ 30 mil. As ideias devem ser organizadas em apenas um protótipo segundo informou a (ABDI) e que será desenvolvido pelo exército brasileiro.