Bitcoin pode acabar em moedas de chocolate no Brasil

Bitcoin poderá virar chocolate no Brasil

Empresa quer criar moedas de chocolate inspiradas na criptomoeda

Uma empresa de chocolates no Brasil busca obter o registro da marca Bitcoin. Isso poderá permitir que a empresa crise chocolates com a marca da criptomoeda,caso sua solicitação seja aceita pelo INPI. Porém, como já aconteceu em casos anteriores, as chances de negativa para esse pedido são enormes.

O registro de marcas pode permitir que uma empresa explore o nome comercialmente do objeto registrado. Dessa forma, a empresa Chocolates Roma poderia até lucrar com o nome Bitcoin de outras formas. Caso o registro seja aceito, qualquer negócio que utilize a palavra Bitcoin poderia gerar algum tipo de ressarcimento para a empresa dona da marca.

Criptomoeda pode virar chocolate no Paraná

Imagina chegar em uma loja de doces e comprar Bitcoins de chocolate? Isso poderá acontecer no Brasil, já que uma empresa pretende desenvolver moedas de chocolate em forma da criptomoeda. Caso o registro da marca seja aceito, criptomoedas de Bitcoin de chocolate podem invadir o país.

A empresa Chocolates Roma pretende utilizar a marca Bitcoin para produzir chocolates em forma de criptomoeda. No site da empresa existe uma linha de moedas que já são desenvolvidas em forma de chocolate. Seguindo esta tendência, moedas de chocolate de Bitcoin poderia ser desenvolvidas pela Chocolates Roma.

Outros pedidos para registro da marca Bitcoin já aconteceram

Chocolates Roma é o nome fantasia da empresa Roma Eireli. Embora pouco conhecida em todo o Brasil, a empresa possui fortes atividades no Paraná. É na cidade de Toledo que encontra-se a sede da Chocolates Roma. E poderá ser nesta pequena cidade paranaense que Bitcoins de chocolate serão produzidos.

De acordo com o site do INPI, Instituto Nacional de Propriedade Industrial, o pedido da Chocolates Roma ainda será analisado. Porém, faz mais de cinco anos que várias empresas já tentaram registrar a marca Bitcoin no Brasil. Desde então, nenhuma delas obteve sucesso no registro da marca. Esse pode ser o destino do pedido da fábrica de chocolates brasileira, que quer criar moedas de chocolate em formato de Bitcoins.

Confira o preço do Bitcoin (BTC) nesta segunda-feira (10)

Faz poucos dias que o preço do Bitcoin (BTC) manteve uma resistência próximo a US$ 4 mil. Esse valor era animador tendo em vista a crise que assola o mercado de criptomoedas. Porém, outra instabilidade derrubou novamente o preço do token no mercado. Essa crise iniciou em novembro e desde então parece que ainda não terminou. Além do Bitcoin (BTC), praticamente todas as criptomoedas registraram perdas inimagináveis nos últimos trinta dias.

Nesta segunda-feira (10) o preço do Bitcoin (BTC) está sendo cotado em US$ 3.568,69 segundo informações do CoinMarketCap. Sendo assim, esse valor representa para a criptomoeda uma pequena valorização no dia, de cerca de 2%. No gráfico abaixo dá para acompanhar o preço do Bitcoin (BTC) em tempo real.