50 maiores empresas de criptomoedas na Suíça somam US$ 44 bilhões

Suíça possui cinco empresas cripto que valem mais de um bilhão

A Suíça possui centenas de empresas de criptomoedas e continua atraindo cada vez mais negócios desse setor para o país. Desse modo, as 50 maiores empresas do ramo que se encontram no país representam US$ 44 bilhões em investimentos no setor. Isso demonstra a capacidade que a Suíça tem de atrair negócios relacionados as criptomoedas.

O país pode ser considerado um “crypto valley”, pois a Suíça já é um pólo voltado para as criptomoedas. Assim como o Vale do Silício atrai empresas relacionadas a tecnologia e internet, a Suíça quer ser um centro financeiro voltado para negócios e empresas relacionadas a ativos digitais. Dessa forma, o país busca criar atrativos para o setor, que já possui centenas de empresas em pleno funcionamento no país.

Negócios relacionados as criptomoedas criaram 3.000 vagas de emprego no país

A Suíça fica no ‘coração’ da Europa é e um dos poucos países no continente a dar abertura as criptomoedas. Além da Suíça, somente as Ilhas Malta já se posicionaram a respeito de negócios envolvendo criptomoedas. O sucesso da Suíça pode ser comprovado em números. Além de atrair investimentos bilionários para o setor, o país viu cerca de 3.000 vagas de emprego serem criadas em negócios envolvendo criptomoedas.

Com 50 empresas com um investimento bilionário, o país concentra diversos negócios que estão surgindo no mundo cripto. Entre essas maiores empresas, cinco já são consideradas unicórnios. Esse termo é designado para os empreendimentos que já alcançaram um bilhão de dólares em investimentos. Sendo assim, a Suíça já possui seis startups com um investimento igual ou superior a esse valor.

Cardano é um das 600 entidades cripto que decidiram fundar seu negócio no país

Além de empresas voltadas para as criptomoedas, o estudo concentra negócios relacionados também a tecnologia blockchain. Sendo assim, a maioria desses negócios funcionam próximo a Zug, pequena cidade suíça declarada o “crypto valley’ no país. Existem centenas de empresas que já funcionam na Suíça desde que o país passou a atrair negócios relacionados a esses tipos de tecnologia.

Em cerca de um ano a Suíça viu o número de empreendimentos cripto praticamente dobrar no país. Desse modo, em 2017 cerca de 350 entidades estavam cadastradas como negócios da área. Entre as empresas que operam na Suíça está a criptomoeda Cardano, por exemplo.Já em 2018 esse número saltou para 600 e poderá crescer ainda mais até o final do ano.